Historial

Abastecimento de Água a Coimbra - Esboço histórico

Pode dizer-se que a modernidade chegou aos lares de Coimbra há precisamente 125 anos, com o abastecimento de água ao domicílio. Até então, era necessário ir buscar o precioso líquido às fontes, às cisternas e aos poços e/ou ao Rio Mondego. Dessa história empolgante, que tanto contribuiu para transformar o quotidiano dos habitantes da Lusa-Atenas, merecem ser recordados alguns eventos e marcos cronológicos.
1889
Em meados deste ano, a água chega finalmente às casas de muitos dos conimbricenses, após tentativas efectuadas durante cerca de duas décadas. A água passou a ser captada no Mondego, elevada a partir da estação elevatória da Rua da Alegria, para os reservatórios do Jardim Botânico (desactivado) e da Cumeada. Ao invés do que se verificou noutras cidades, o serviço de abastecimento de água foi desde o início assegurado pela Câmara Municipal de Coimbra, tendo esta sido pioneira na municipalização dos serviços, não só do abastecimento de água, como do gás e da tracção eléctrica (primeiras décadas do século XX).
1922
1926 - 1956
1956 / 1958
1968
1985
1985 / 2000
2003
2007

Para um estudo mais aprofundado da temática, é imprescindível a leitura da seguinte obra: 
José Amado Mendes, História do Abastecimento de Água a Coimbra, vol. I: 1889-1926, Coimbra, AC, Águas de Coimbra, E.E.M., 2007; vol. II: 1927-2007 (publicada em Setembro de 2009).

Coimbra, 20 de Julho de 2009

José Amado Mendes


© 2018 Águas de Coimbra. Todos os direitos reservados. MediaPrimer